O Centro Hospitalar Viseu-Tondela (CHVT) vai abrir concurso para a colocação de 56 médicos para 27 especialidades.

Os 56 médicos, depois de decorrer o concurso para colmatar as vagas, vão trabalhar nas duas unidades hospitalares que compõem o CHVT, explicou Luís Viegas, relações públicas do centro, à Lusa, nesta terça-feira.

«Como os recursos humanos são comuns aos dois hospitais (de Viseu e Tondela), os médicos podem trabalhar em ambos», sustentou.

Este concurso para preencher vagas no CHVT, segundo Luís Viegas, «responde às necessidades sentidas» no funcionamento do centro e surge de uma iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde para diversos hospitais do país.

A saída de médicos para a reforma é, segundo o responsável pelas relações públicas do CHVT, a «principal razão para as falhas que agora estão a ser colmatadas».

O concurso para o preenchimento das vagas vai ser aberto «em breve» e, adiantou Luís Viegas, a sua conclusão «depende de haver ou não resposta» por parte dos médicos.

É comum em Viseu, com exceção feita à medicina interna, anestesiologia ou cirurgia geral, as respostas a aberturas de vagas não serem as desejadas devido à condição de região do interior.

Para os quadros do CHVT, as vagas são em maior número para a pediatria, com quatro vagas, oncologia médica, medicina interna, cirurgia geral, obstetrícia, neurocirurgia, urologia e neurologia, com três lugares.

São ainda pedidos médicos para a anatomia patológica, cardiologia, cirurgia pediátrica, cirurgia plástica e reconstrutiva, cirurgia vascular, dermatovenereologia, gastrenterologia, ginecologia, hematologia clínica, imuno hemoterapia, medicina física e reabilitação, nefrologia, neurorradiologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ortopedia, pneumologia, psiquiatria e radiologia.