O Itinerário Complementar (IP)3 está cortado desde as 05:00 entre Espinheira e Oliveirinha, no concelho de Penacova, disseram à Lusa fontes do Comando Territorial da GNR de Coimbra e do Comando Distrital de Operações de Socorro.

Segundo a GNR, ainda não existe previsão para a reabertura do troço, que foi encerrado devido a "uma grande derrocada".

Ao início da tarde, decorriam no local trabalhos para a remoção da derrocada, estando o trânsito a efetuar-se por estradas alternativas, indicadas no local pelas patrulhas de trânsito da GNR.

A passagem da depressão Elsa provocou em Portugal dois mortos, um desaparecido e deixou 144 pessoas desalojadas, registando-se entre quarta-feira e hoje cerca de 9.500 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore, envolvendo cerca de 25 mil operacionais.

O mau tempo provocou também condicionamentos na circulação rodoviária e ferroviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

O IPMA alertou para os efeitos de uma nova depressão, denominada Fabien, que atingirá Portugal hoje, em especial o Norte e o Centro, estando previstos intensos períodos de chuva e vento forte de sudoeste, com rajadas que podem atingir 90 km/hora no litoral norte e centro e 120 km/hora nas terras altas.

Os efeitos da depressão Fabien não deverão ter em Portugal continental a mesma intensidade do que os da tempestade Elsa, prevendo-se uma melhoria gradual do estado do tempo a partir de domingo.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar entre as 21:00 de hoje e as 12:00 de domingo em aviso vermelho, devido à agitação marítima, a que se soma Vila Real, por causa de fortes rajadas de vento, que podem atingir 140 quilómetros/hora.

/ ALM com Lusa