Há 29 concelhos acima do limite dos 120 casos por 100 mil habitantes definido pelo Governo, segundo a tabela divulgada esta sexta-feira pela DGS.

Recorde-se que não é apenas esta tabela que define quais os concelhos que avançam, recuam ou mantêm o desconfinamento, porque o Governo toma essa decisão consoante duas avaliações seguidas, a cada 15 dias. Ou seja, não são os números de hoje que refletem necessariamente o que acontece a cada concelho já na segunda-feira, mas sim esta lista (apenas desatualizada com Beja, que a DGS corrigiu esta sexta-feira e pode avançar no desconfinamento).

No risco extremamente elevado, acima dos 960 casos por 100 mil habitantes, estão dois concelhos da ilha de São Miguel, nos Açores: Nordeste e Vila Franca do Campo.

Há três concelhos no risco elevado, entre os 480 e os 959,9 casos por 100 mil habitantes: Barrancos, Machico e Odemira.

Alandroal, Aljezur, Moura, Penela, Portimão, Resende e Rio Maior têm entre 240 e 479,9 casos por 100 mil habitantes.

Entre 120 e 239,9 casos por 100 mil habitantes encontram-se os concelhos de Albufeira, Almeirim, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Lagoa [Açores], Marinha Grande, Mêda, Miranda do Corvo, Miranda do Douro, Olhão, Paredes, Penalva do Castelo, Porto Moniz, Ribeira Grande, Valongo, Vila Franca de Xira e Vila Nova de Famalicão.