A rotura numa conduta de água principal na Estrada da Circunvalação, no Porto, vai provocar constrangimentos no abastecimento em seis zonas da cidade, entre as 20:00 de quinta-feira e as 08:00 horas de sexta-feira, foi esta terça-feira anunciado.

Em comunicado, a Câmara do Porto refere que o normal fornecimento vai afetar várias áreas da zona Ocidental da cidade, entre as quais a zona industrial, bairro do Viso, Aldoar, Fonte da Moura, Nevogilde e parte superior da Foz, e Serralves.

De acordo com a autarquia, entre as 20:00 de quinta-feira e as 08:00 horas de sexta-feira, os clientes vão sentir alterações ao normal funcionamento da água, como redução dos níveis de pressão e falta de água.

A Câmara descreve que, na zona industrial, vão ser afetadas as ruas de Manuel Pinto de Azevedo, Eng. Ferreira Dias, Delfim Maia, Ezequiel Campos, Avenida Fontes Pereira de Melo, e outros arruamentos circundantes.

A rotura que sucedeu na segunda-feira à noite vai ainda afetar o Bairro do Viso e, na zona de Aldoar, as ruas de Álvaro Rodrigues, Soeiro Mendes, Vila Nova, arruamentos circundantes e o Bairro de Aldoar.

Na Fonte da Moura, os constrangimentos vão fazer-se sentir no Bairro da Fonte da Moura e nas ruas do Jornal de Notícias, Martim Moniz, Vilarinha, Pedro de Sousa e Preciosa.

Nesta área, o problema vai ainda afetar a Avenida Dr. Antunes Guimarães, Bairro de Amarante, Avenida Vasco da Gama, Rua de Carlos Dubini, ruas de Mota Pinto e do Pinheiro Manso, Avenida do Parque, rua do Fez, rua de Pinho Leal, e arruamentos circundantes.

A zona de Nevogilde e superior da Foz também será afetada, nomeadamente as ruas de Nevogilde, Corte Real, Crasto (topo), Molhe (topo), Praça do Império, e arruamentos circundantes.

A autarquia indica que stão previstos ainda constrangimentos na zona de Serralves, designadamente na Avenida Marechal Gomes da Costa, ruas de João de Barros, Bartolomeu Velho, Diogo Botelho, e André Resende, e arruamentos circundantes.

De acordo com a autarquia, a Águas e Energia do Porto está no terreno juntamente com as entidades parceiras a resolver a situação, que ficará totalmente solucionada na sexta-feira de manhã.

"A Águas e Energia do Porto pede a compreensão de todos os clientes afetados, salientando que as alterações previstas ao abastecimento de água não são programadas e decorrem de uma avaria de grande dimensão totalmente imprevisível", refere a empresa municipal citada pela Câmara do Porto.

"Estamos a desenvolver todos os esforços possíveis para suprimir os impactos ao funcionamento regular do sistema de abastecimento de água da cidade", conclui.

/ RL