O Centro Hospitalar do Médio Tejo anunciou esta quinta-feira que vai ativar o nível 2 do plano de contingência à covid-19, aumentando assim a capacidade de camas em enfermaria covid que pode chegar a um total de 197 camas para doentes para Covid-19, conforme orientação recebida do Ministério da Saúde.

A capacidade de camas de Cuidados Intensivos pode, segundo o Centro Hospitalar, ir até às 32 camas no Serviço de Medicina Intensiva.

A decisão do centro hospitalar surge após o despacho emitido pelo Ministério da Saúde na terça-feira que pedia que os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) garantam a ativação do nível dos planos de contingência institucionais

Estas medidas passam pela avaliação de suspensão, durante o mês de novembro de 2020, da atividade assistencial não urgente que, pela sua natureza ou prioridade clínica, não implique risco de vida para os utentes, limitação do seu prognóstico e/ou limitação de acesso a tratamentos periódicos ou de vigilância. 

Perante a receção do despacho, o Centro Hospitalar do Médio Tejo reuniu um grupo de trabalho para, em conjunto com o Conselho de Administração, "concretizar as melhores soluções organizacionais e assistênciais para fazer face a esta nova realidade pandémica". 

Decorrente da necessidade de alocar recursos humanos nos cuidados diretos a doentes com infeção por Sars-Cov-2 e todos os outros doentes não covid, decidiu o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo alterar os horários de funcionamento dos dois Serviços de Urgência Básica, encerrando-os nos períodos noturnos, entre as 00:00 e as 08:00.

Assim, a admissão de doentes encerrará às 21:00 nas Urgências Básicas . As medidas entram em vigor na sexta-feira, dia 6 de novembro.

Os utentes que necessitem de recorrer ao Serviço de Urgência entre a 00:00 e as 08:00 devem dirigir-se ao Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica.

"O encerramento noturno dos dois Serviços de Urgência Básica do Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE não compromete a assistência à população, uma vez que se mantêm em funcionamento, 24 horas sobre 24 horas, o Serviço de Urgência Médico-cirúrgica, o Serviço de Urgência Pediátrica e o Serviço de Urgência de Obstetrícia", afirma a nota do centro hospitalar, enviada à TVI.

Henrique Magalhães Claudino / HCL