O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde dá conta de mais 7 mortos e 327 novos infetados com covid-19 nas últimas 24 horas.

Desde domingo, há mais 22 pessoas internadas em enfermaria e três novos doentes em Unidades de Cuidados Intensivos.

O número de casos recuperados voltou a evoluir. Foram 308 esta segunda-feira, num total de mais de 1,027 milhões. 

Dos óbitos registados desde sábado, um ocorreu na região de Lisboa, quatro no Norte, um no Centro e um no Alentejo.

Seis das vítimas mortais tinham mais de 80 anos e uma entre os 70 e os 79 anos.

Desde sexta-feira, a incidência baixou de 86,5 para 82,9 casos por 100 mil habitantes e o Rt subiu de 0,92 para 0,95.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias - indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia - são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

De acordo com o portal do Governo para a covid-19, "a monitorização da evolução da pandemia continuará a ser feita com base nos indicadores de incidência e Rt, adaptados de acordo com a evolução da vacinação (nível de alerta é de 240, nível de risco é de 480)".

A covid-19 provocou pelo menos 4.847.904 mortes em todo o mundo, entre mais de 237,74 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.048 pessoas e foram contabilizados 1.075.639 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.