Há 245 casos confirmados de Covid-19 em Portugal, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde divulgado este domingo. São mais 76 casos do que no boletim anterior, que registava 169.

Já há mais casos de infeção na região de Lisboa, 116, do que no Norte, 103.

Há 281 casos suspeitos que aguardam os resultados dos testes laboratoriais. 

De acordo com este novo boletim, há agora 14 cadeias de transmissão ativas - o boletim anterior dava conta de 11 cadeias de transmissão.

O documento refere ainda que 139 doentes estão internados e nove estão nos cuidados intensivos - o boletim anterior indicava que havia dez doentes nos cuidados intensivos. Ainda este domingo, a ministra da Saúde, Marta Temido, atualizou o número de doentes nos cuidados itensivos para 18, acrescentando que oito dos casos estão em estado crítico.

Há já dois doentes recuperados da infeção pelo novo coronavírus. 

Até ao momento foram registados 2.271 casos suspeitos em Portugal e 4.592 pessoas estão sob a vigilância das autoridades. 

Este novo boletim já dá conta do primeiro caso de infeção nos Açores, que foi divulgado esta madrugada pelas autoridades regionais. Neste momento, só o Alentejo e a Região Autónoma da Madeira não registam casos de Covid-19. As região do Centro e o Algarve têm 10 casos registados.

Entre os doentes infetados estão os casos de um menino com menos de 10 anos e de 25 jovens entre os 10 e os 19 anos.

Existem cinco casos de doentes infetados acima dos 80 anos e 17 entre os 70 e os 79.

É entre a população com idades entre os 30 e os 39 anos que se registam mais casos (55) de doentes infetados. Há ainda 53 casos de doentes com idades entre os 40 e 49 anos e 43 casos entre os 50 e os 59 anos.

Há ainda registo de 28 casos entre os 20 e 29 anos e 18 entre os 60 e 69 anos.

Os dados da DGS adiantam que 16 casos resultam da importação do vírus de Espanha, 14 de Itália, nove de França, cinco da Suíça, um caso importado da Bélgica, um de Alemanha/Áustria e um de Andorra.

Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus (53%) têm febre 31%, cefaleia 19%, 18% dores musculares, 13% fraqueza generalizada e nove por cento dificuldade respiratória.

A doença Covid-19, provocada pelo novo coronavírus, foi classificada como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS) na quarta-feira.

Em todo o mundo já foram infetadas mais de 154.000 pessoas e morreram mais de 5.796.

Sofia Santana