A diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirmou esta segunda-feira que a DGS está a analisar a proposta de realização do Congresso do Partido Comunista Português. 

A Direção-Geral da Saúde já teve conhecimento da documentação e do que foi pedido através da rede de autoridades de saúde”, afirmou Graça Freitas, na habitual conferência de imprensa de atualização dos números da covid-19 em Portugal.

A documentação chegou à DGS, através da Autoridade de Saúde Regional da Região de Lisboa e Vale do Tejo, “e neste momento a proposta está em análise”, disse Graça Freitas.

O PCP aprovou no domingo a lista do comité central a ser votada no congresso do próximo fim de semana e prometeu “condições sanitárias” para a reunião, em Loures.

O comité central “sublinhou a determinação do PCP em realizar o XXI congresso com todas as necessárias medidas de proteção sanitárias que a atual situação [de epidemia] exige” e prometeu que será “um momento de reflexão e luta onde se discutem e constroem as soluções para o país e as respostas necessárias” para enfrentar a crise causada pela pandemia.

O congresso do PCP, com metade dos delegados, está envolto em polémica por acontecer em pleno estado de emergência devido ao surto epidémico.

Há 94 surtos ativos em estabelecimentos de ensino

Portugal contabiliza, esta segunda-feira, 94 surtos ativos em estabelecimentos de ensino, anunciou a Diretora-geral de Saúde, esclarecendo que estes dados contemplam desde creches a instituições de ensino superior.

No total, estes surtos traduzem-se em 814 casos confirmados com o novo coronavírus.

Há também 37 instituições de saúde identificadas com 397 casos ativos confirmados.

Graça Freitas frisou ainda que "o contacto familiar assume um grande relevo na propagação do novo coronavírus". Desta forma, a diretora-geral deixou três mensagens importantes e fez várias recomendações para travar o contágio. 

Portugal está a definir distribuição das vacinas 

Interrogada sobre o plano de vacinação, Graça Freitas afirmou que ainda não foram divulgadas indicações pela Agência Europeia do Medicamento, mas avançou que há contratos celebrados com quatro empresas "e duas outras em vias de entrar na lista de fornecedores de vacinas".

Segundo a diretora-geral de Saúde, a cadeia de distribuição das vacinas contra a covid-19 está a ser definida por todo o país.

Não sabemos qual é a duração da imunidade da vacina", admitiu, no entanto.

DGS está analisar orientação para uso de máscara nas prisões

Graça Freitas afirmou que também está a trabalhar em “estreita colaboração” com a Direção-Geral dos Serviços Prisionais sobre a utilização de máscaras nas prisões, mas lembrou que a regra geral é o seu uso em ambientes fechados.

Segundo as últimas indicações e a “evidência que existe” é que se deve aplicar a “estes contextos as mesmas regras que se aplicam em outros contextos”, disse .

De qualquer maneira, ainda está a ser trabalhada esta orientação” e “poderão existir, enfim, adaptações ao meio específico, que é meio prisional”, adiantou.

Portugal registou esta segunda-feira mais 74 mortes e 4.044 casos de covid-19, indicou o relatório de situação epidemiológica divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Nesta altura, Portugal conta assim com um total de 264.802 casos de covid-19, 84.004 ativos (mais 62 do que ontem) e 3.971 mortes.

Rafaela Laja / Notícia atualizada às 18:35