A segunda fase de vacinação contra a covid-19 arranca na quinta-feira nos agrupamentos de centros de saúde (ACES) do Porto Oriental, Braga, Póvoa de Varzim/Vila do Conde e Vila Real, quatro dos sete locais identificados a Norte.

A vacinação “tem início às 08:00. E é previsível que outros [ACES] arranquem também, mas para já está em fase de avaliação”, disse esta quarta-feira à agência Lusa fonte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte).

Em causa está a vacinação das pessoas com 80 ou mais anos, bem como de pessoas com mais de 50 anos com doenças associadas, que arrancou já esta manhã nas Unidades de Saúde Familiares de Alvalade e do Parque, em Lisboa e Vale do Tejo.

De acordo com informação do Ministério da Saúde fornecida à Lusa, a Norte estão identificados sete locais, designadamente Braga, Marão e Douro Norte, Porto Oriental, Póvoa de Varzim/Vila do Conde, Vila Nova de Gaia, Gondomar e na Unidade Local de Saúde Nordeste.

À Lusa a tutela indicou que nesses sete locais serão administradas perto de 900 vacinas até ao final da semana.

Na quarta-feira, o responsável do Agrupamento de Centro de Saúde (ACeS) do Douro Norte, Gabriel Martins, avançou que a vacinação contra a covid-19 em Vila Real abrange, numa primeira fase, 12.890 utentes com mais de 80 anos ou patologias crónicas.

De acordo com a mesma fonte, no primeiro dia serão vacinados 30 utentes do concelho de Vila Real, após um primeiro contacto que será feito através de mensagem escrita por telefone (SMS).

No Regia Douro Park – Parque de Ciência e Tecnologia, em Vila Real, foi instalado um centro de vacinação, depois de o município ter disponibilizado salas e arcas congeladoras com capacidade de gerarem temperaturas a 80 graus negativos, necessários para armazenamento dos ‘stocks’ de vacinas.

Paralelamente, a câmara da Póvoa de Varzim, no distrito do Porto, também revelou à Lusa que adaptou as instalações de uma antiga escola como ponto de vacinação contra a covid-19 no concelho.

Segundo o presidente da Póvoa, Aires Pereira, as instalações, que terão uma capacidade para atender 500 utentes por dia, estarão prontas para o início da inoculação já esta quinta-feira.

Sabe-se ainda que em Gondomar esta segunda fase de vacinação vai decorrer no pavilhão Multiúsos, espaço cedido pela câmara, que também disponibiliza recursos humanos do município para a logística e limpeza do espaço.

De acordo com o presidente da Câmara, Marco Martins, neste concelho do distrito do Porto, nesta segunda fase de vacinação, serão abrangidas cerca de 13 mil pessoas, estimando-se a vacinação de cerca de 250 munícipes por dia, “número que poderá subir para 500, assim que for terminada a fase de vacinação nos lares”.

Em Vila Nova de Gaia, como avançou na segunda-feira em reunião camarária o presidente Eduardo Vítor Rodrigues, a inoculação vai decorrer no Pavilhão das Pedras, equipamento localizado no centro do concelho, num processo que envolve a Polícia Municipal e os bombeiros locais, estando disponíveis carros com motorista, incluindo os da presidência e vereação.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, enquanto em Portugal morreram 13.017 pessoas dos 731.861 casos de infeção confirmados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ RL