A GNR identificou 14 homens em Chaves por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, uns por treinarem cães de caça e outros por estarem a conviver na rua, divulgou esta terça-feira esta força policial.

Os homens, com idades entre os 40 e 72 anos, foram identificados no domingo no concelho de Chaves, distrito de Vila Real, referiu a GNR, em comunicado.

Num dos casos, o Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Chaves fiscalizou quatro caçadores que estavam a treinar cães em “violação às normas da Lei da Caça e em incumprimento das medidas decretadas no estado de emergência [recolhimento obrigatório]”, sublinhou.

Foram elaborados oito autos de contraordenação, quatro relacionados com a atividade venatória e quatro por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, acrescentou.

Isto aconteceu no âmbito de uma ação de fiscalização direcionada para a atividade venatória na freguesia de Vidago, acrescentou a GNR.

Numa segunda situação, e durante uma ação de patrulhamento na União de Freguesias de Calvão e Soutelinho, os militares viram dez cidadãos a conviver, tendo sido ordenada a dispersão dos mesmos.

Devido a esta situação, foram elaborados dez autos de contraordenação por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário.

A GNR apela a que todos os cidadãos cumpram as obrigações e limitações decorrentes do estado de emergência em curso”, pediu.

/ AG