A GNR de Torre de Dona Chama, no concelho de Mirandela, deteve no domingo um homem na feira da Bouça por "anunciar a venda de produtos para a cura da covid-19, entre outras doenças", indicou esta segunda-feira fonte policial.

Durante uma ação de policiamento na feira da Bouça (Mirandela) os militares da Guarda verificaram que um feirante publicitava a venda de um produto para prevenir e curar as pessoas contra várias doenças, entre elas a covid-19”, transmitida pelo o vírus SARS-CoV-2, indicou à Lusa o tenente-coronel Paulo Azevedo, do gabinete de Relações Públicas do comando de Bragança do GNR.

Segundo aquele oficial, a patrulha da GNR que operava naquele mercado ao ar livre viu “várias garrafas, aparentemente reutilizadas, que estavam cheias com um líquido desconhecido, com rótulo improvisado, e publicitadas através de vários cartazes, dos quais se destacava a palavra covid-19".

Segundo a GNR, existem "fundadas suspeitas" sobre a natureza e qualidade do produto que estava a ser vendido ao preço de 10 euros a garrafa, tendo sido aprendidas 38 garrafas plásticas com diferentes quantidades de líquido, várias dezenas de panfletos publicitários e uma bancada de venda em feira.

O detido, de 73 anos, foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Mirandela.

O homem foi detido por cometer alegadamente um crime de fraude sobre mercadorias.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 770.429 mortos e infetou mais de 21,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.779 pessoas das 54.234 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ AG