A PSP fiscalizou desde fevereiro 66 pessoas em cinco campos de tiro em Lisboa e Vale do Tejo e registou 12 contraordenações, 10 das quais por incumprimento do dever geral de recolhimento obrigatório.

Em comunicado, a PSP adianta que durante fevereiro e o início deste mês, através do Departamento de Armas e Explosivos, realizou a operação “Tiro Seguro”, que visou a fiscalização da implementação e cumprimento das regras definidas para o estado de emergência devido à pandemia de covid-19 em cinco campos de tiro, localizados na área de Lisboa e Vale do Tejo.

No âmbito da operação, foram fiscalizadas 66 pessoas que se encontravam nos campos de tiro, encontrando-se 56 a realizar exclusivamente atividades legalmente previstas.

“As outras 10 pessoas não desenvolviam quaisquer atividades de treino e competitivas profissionais e equiparadas, encontrando-se assim em infração ao dever geral de recolhimento”, refere a PSP.

/ HCL