A Ordem dos Farmacêuticos afirma que grande parte das farmácias está pronta para começar a realizar os testes antigénios à covid-19, também conhecidos como testes rápidos.

Segundo a bastonária, grande parte dos estabelecimentos já tem condições para começar a prestar o serviço, faltando apenas a autorização do Infarmed. Ana Paula Correia acredita que essa ordem pode surgir na próxima semana, devendo abranger uma parte das farmácias portuguesas.

Nós já temos uma série de farmacêuticos que, nas suas farmácias, têm condições para realizar os testes rápidos", disse, em entrevista na TVI24.

As farmácias que ainda não estão prontas para começar a testar estão a ultimar preparativos, garante a bastonária.

Ana Paula Correia acrescentou que todos os farmacêuticos saem das faculdades habilitados para realizarem este serviço.

Segundo a circular do Infarmed, a realização dos testes rápidos só deve efetuar-se com a apresentação de uma receita médica, algo que a bastonária entende não servir, mostrando-se confiante que as autoridades de saúde vão alterar a norma.

António Guimarães