Uma pensão em Lisboa foi evacuada, no sábado, depois de identificadas três pessoas infetadas pela covid-19, levando ainda à retirada de outras 93, entre as quais crianças e idosos, realojadas em isolamento num hotel, disse à Lusa o vereador municipal Carlos Castro. A TVI acompanhou em direto a evacuação do espaço

Segundo o vereador do Desporto, Higiene Urbana e Proteção Civil da Câmara Municipal de Lisboa, "foi detetado que três pessoas que acusaram covid-19 estiveram há dias na pensão no centro da cidade", tendo sido depois hospitalizadas.

"A autoridade de saúde, por uma questão de precaução, considerou que era desejável evacuar a pensão", tendo sido montado um dispositivo que levou à retirada, a partir das 19:00 de sábado, de 93 pessoas que estavam no alojamento, disse o vereador.

Essas 93 pessoas foram realojadas numa unidade hoteleira da capital, estão em isolamento e vão ser hoje submetidas a testes de diagnóstico.

Segundo Carlos Castro, uma equipa do Regimento de Sapadores de Bombeiros de Lisboa irá fazer uma desinfeção da pensão, situada nos Anjos.

Questionado pela Lusa sobre o estado de saúde das três pessoas infetadas, o vereador remeteu mais informações para as autoridades de saúde.

Quanto aos 93 hóspedes retirados, Carlos Castro referiu que não apresentam sintomas associados à covid-19.

"Neste momento estão em isolamento, vai ser feito o exame. Quando tivermos o exame logo vemos. Havendo condições, e se a esmagadora maioria não tiver nenhum problema, regressam assim que estiver feita a desinfestação. Em princípio segunda-feira regressam à pensão e retomam a sua normalidade", estimou.

Na operação de evacuação da pensão e transferência dos hóspedes estiveram envolvidas cerca de 30 pessoas, entre autoridades sanitárias, Polícia Municipal, Cruz Vermelha, bombeiros, em articulação com a Segurança Social e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 107 mil mortos e infetou mais de 1,7 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, quase 345 mil são considerados curados.

Em Portugal, segundo o balanço feito no sábado pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 470 mortos e 15.987 casos de infeção confirmados.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

. / Publicado por Manuela Micael