Portugal registou mais quatro mortos e 263 infetados por Covid-19 nas últimas 24 horas.

O número de mortos relacionados com a doença desde o início da pandemia sobe assim para 1.716, enquanto o número de casos sobe para 49.955.

Lisboa e Vale do Tejo, a região onde tem havido mais surtos ativos, totaliza 25.293 casos, registando mais 183 infetados do que na sexta-feira.

O número de doentes internados desceu de 420 para 410 (menos dez doentes internados), enquanto que o número de doentes internados em unidades de cuidados intensivos desceu de 52 para 50.

Há agora 35.010 doentes que já recuperaram da Covid-19 (mais 323).

Três das quatro mortes hoje registadas dizem respeito à região de Lisboa e Vale do Tejo, onde, até ao momento, morreram 585 pessoas.

O outro óbito registou-se no Alentejo, região com um total de 21 mortos e 671 infetados desde o início da pandemia.

Em termos percentuais, nas últimas 24 horas, o aumento de óbitos foi de 0,2% (passou de 1.712 para 1.716) e o de casos confirmados de 0,5% (de 49.692 para 49.955).

Em número de casos, Lisboa e Vale do Tejo lidera com 25.293, seguida pela região Norte (18.487, com 46 novos casos), a região Centro (4.401, mais nove casos), o Algarve (838 e 21 casos novos) e o Alentejo (671, mais quatro casos).

Nos Açores e na Madeira o número de infetados manteve-se, em 160 e 105, respetivamente.

Apesar dos aumentos diários de óbitos na zona de Lisboa e Vale do Tejo, é o Norte que continua a registar o maior número de mortes (828), depois surge então a região de Lisboa e Vale do Tejo (585), o Centro (252), Alentejo (21), Algarve (15) e Açores (15).

Em relação à informação sobre os casos por concelho, a DGS recorda que apenas é atualizada às segundas-feiras, pelo que os três concelhos com mais casos confirmados indicados no boletim continuam a ser Lisboa (4.240), Sintra (3.476) e Loures (2.197).

Por faixas etárias, o maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos (1.153, três novos), seguidas das que tinham entre 70 e 79 anos (331, um novo), entre 60 e 69 anos (152) e entre 50 e 59 anos (55). Há ainda 20 mortos registados entre os 40 e 49 anos, três entre os 30 e 39 e dois entre os 20 e 29 anos de idade.

Em termos de infetados, a faixa etária entre os 30 e os 39 anos foi a que registou um maior aumento de casos em relação à véspera, com mais 65 novos casos de Covid-19.

Em termos globais, há mais infetados na faixa etária entre 40 e 49 anos (8.219, mais 44 casos do que na quinta-feira) depois entre 30 e 39 anos (8.167, um aumento de 57 casos), 20 e 29 anos (7.617, mais 49 casos), 50 a 59 anos (7.549, mais 29), seguida das pessoas com mais de 80 anos (5.758, mais oito do que no dia anterior).

As autoridades de saúde têm sob vigilância 34.980 – mais 110 do que sexta-feira – e 1.564 casos aguardam resultado laboratorial.

Boletim da DGS - 25 de julho by TVI24 on Scribd

Sofia Santana / atualizada às 14:59