Portugal regista hoje mais três mortos e 390 novos casos de infeção por covid-19, em relação a terça-feira, segundo o boletim epidemiológico diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 58.633 casos de infeção confirmados e 1.827 mortes.

Os dados da DGS indicam que as três vítimas mortais foram registadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, que contabiliza 30.208 casos (mais 168) e 671 mortos.

Boletim diário de covid-19

A região Norte regista mais 184 novos casos, somando agora um total de 21.125 941, com 849 mortos.

Na região Centro registaram-se mais 23 casos, num total de 4.853, com 253 mortos, e no Alentejo foram registadas mais três infeções, num total de 949, e contabilizam-se 22 mortos.

A região do Algarve tem hoje notificados mais onze casos de infeção por covid-19, totalizando agora 1.123 e 17 mortes desde o início da pandemia.

Os Açores registaram mais um caso nas últimas 24 horas, num total de 214, mantendo os 15 mortos, e a Madeira tem hoje mais um caso, contabilizando 161 infeções de covid-19, sem qualquer óbito desde o início da pandemia.

A DGS avança também que nas últimas 24 horas foram recuperados mais 129 doentes, totalizando 42.233 as pessoas dadas como recuperadas desde o início da pandemia em Portugal.

Segundo o boletim, estão atualmente em vigilância 33.914 doentes, menos 84 do que na terça-feira.

O número de internados desceu para 337 (menos 13) e o de doentes em internamento nas Unidades de Cuidados Intensivos também diminuiu para 41 (menos três).

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 30 e os 49 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus afetou em Portugal pelo menos 26.372 homens e 32.261 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 921 eram homens e 906 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

A pandemia do novo coronavírus que provoca a covid-19 já provocou pelo menos 851.071 mortos e infetou mais de 25,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Lara Ferin