Onze pessoas estão infetadas pela covid-19 devido a um surto com origem num espaço público ao ar livre onde se joga às cartas, na freguesia de Meca, no concelho de Alenquer, disse esta quarta-feira o delegado de saúde.

Questionado pela agência Lusa, Pompeu Balsa confirmou que existem 11 casos positivos associados a um jardim numa localidade da freguesia de Meca, onde os cidadãos se encontram para conviver e jogar às cartas.

São todas pessoas reformadas e dentro da terceira idade", adiantou, acrescentando que, dos 11, apenas dois casos têm sintomas.

O primeiro caso associado ao local de convívio surgiu no dia 16, sucedendo um segundo no dia 20 e um terceiro no último sábado, o que levou as autoridades de saúde a determinar a realização de testes, na segunda e terça-feira.

A mesma fonte disse que o surto "está controlado", uma vez que todas as 16 pessoas que frequentavam o local foram sujeitas a testes de diagnóstico à covid-19.

O delegado de saúde alertou que as pessoas infetadas foram contagiadas porque conviviam "sem máscara"

"Se mantivessem o distanciamento físico ou usassem máscara, no caso de ser impossível estar distantes, reduzir-se-ia ou impedir-se-ia este surto", sublinhou Pompeu Balsa, esclarecendo que, se seguirem as recomendações da Direção-Geral da Saúde, podem continuar a "encontrar-se, jogar às cartas ou assistir aos jogos".

Num comunicado, a Junta de Freguesia de Meca refere que, "devido ao elevado número de casos ativos na freguesia, a realização do mercado semanal da Espiçandeira está suspensa por tempo determinado".

O concelho de Alenquer regista 376 casos confirmados, dos quais 313 estão recuperados, cinco morreram e 58 estão ativos, mais 11 do que na terça-feira, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado hoje por este município do distrito de Lisboa.

Entre os 58 casos ativos, 15 localizam-se na freguesia de Meca.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.971 pessoas dos 75.542 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

/ RL