A Junta da Andaluzia confirmou esta terça-feira a existência de um surto de covid-19 num grupo de alunos da cidade de Sevilha que fizeram uma visita de estudo a Portugal.

Segundo o jornal Europa Press, as autoridades de saúde locais confirmaram que 44 pessoas já foram identificadas na sequência do surto, sendo que foram já confirmados 10 casos positivos de infeção.

Este é mais um caso relacionado com a propagação da doença entre estudantes em Espanha, sendo que o maior foi o que teve origem em Maiorca, onde cerca de mil alunos terão ficado infetados com o novo coronavírus na sequência de uma viagem de finalistas. Deste grupo, quase 130 são jovens com residência em Sevilha, havendo outros 200 em isolamento profilático.

A confirmação deste surto surge numa altura em que a Andaluzia é uma das regiões mais afetadas pela covid-19 em toda a Europa, com uma das mais altas taxas de incidência do continente.

Canal Sur avança que a viagem de estudos em causa foi realizada por alunos do colégio Sagrada Família de Urgel, que se deslocaram a Portimão, no Algarve, onde a situação também está numa fase mais delicada, com cinco concelhos a terem mesmo anunciado o fecho das escolas.

Os estudantes infetados terão começado a sentir os primeiros sintomas este fim de semana, e agora fazem-se vários testes para aferir a dimensão do surto identificado.

António Guimarães