Portugal regista esta segunda-feira 735 mortes por Covid-19, com um total de 20.863 casos confirmados, informa o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. 

São mais 21 mortes e 657 casos, o que se traduz num aumento de 3,5% em relação ao dia anterior. Este é o menor aumento de mortes desde o dia 7 de abril.

Boletim DGS 20 de Abril by TVI24 on Scribd

Por outro lado, o número de casos internados em Unidade de Cuidados Intensivos diminuiu de 224 para 215.

É no Norte que se concentra o maior número de casos, 12.543, bem como o maior número de óbitos, 424. 

No Centro há 2952 casos confirmados e 164 mortes. Na região de Lisboa e Vale do Tejo registam-se 4.700 casos e 130 vítimas mortais.

No Alentejo registam-se 161 casos e nenhuma morte. Já no Algarve, há 11 vítimas mortais e 311 casos confirmados.

Nos Açores, segundo o boletim da DGS, há 107 casos e seis óbitos. Na Madeira, não há vítimas mortais e estão confirmados 80 casos da doença.

Das mortes registadas, 487 tinham mais de 80 anos, 155 tinham idades entre os 70 e os 79 anos, 65 entre os 60 e 69 anos, 20 entre 50 e 59 e oito entre os 40 e os 49.

Do total das pessoas infetadas, a grande maioria está a recuperar em casa, totalizando 19.655, mais 692 relativamente a domingo (3,6%).

Os dados adiantam que 1.208 estão internadas, menos 35 que no sábado (-2,8%), e 215 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos nove, o que representa uma diminuição de 4%.

Os dados da DGS precisam que o concelho do Porto é o que regista o maior número de casos de infeção pelo coronavírus (1.068), seguido de Lisboa e Vila Nova de Gaia, com 1.060 casos cada, Matosinhos (876), Braga (856), Gondomar (837), Maia (744), Valongo (592), Ovar (511), Sintra (502) e Coimbra com 360 casos.

Desde o dia 1 de janeiro, registaram-se 198.353 casos suspeitos, dos quais 4.739 aguardam resultado dos testes.

Há 172.751 casos em que o resultado dos testes foi negativo, refere a DGS, adiantando que o número de doentes recuperados se mantém em 610.

Rafaela Laja