Um professor da Escola Básica 2,3 José Buísel, em Portimão, morreu, vítima de infeção por Covid-19. Era colega da professora que regressou de Itália e testou positivo, juntamente com a filha, para o novo coronavírus. 

De acordo com a presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes, em declarações telefónicas à TVI, adiantou que não eram conhecidos problemas de saúde prévios à vítima, que tinha cerca de 50 anos. 

É a segunda morte registada no Algarve. A primeira foi o caso de um idoso que estava a passar férias e Albufeira.

Os primeiros casos registados no Algarve foram o de uma adolescente e da mãe, professora, que haviam regressado de férias de Itália.  A menor, com 17 anos, era aluna da Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes. 

Ao retornar, contactou a Linha Saúde 24, que lhe deu instruções para monitorizar a sua situação clínica e cumprir algumas regras sociais e de higiene pessoal, mas que podia fazer a sua vida normal",  referia uma nota divulgada na página na internet do Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes em Portimão.

De acordo com o último boletim epidemiológico, emitido pela DGS, o número de mortes por Covid-19 em Portugal subiu para 76 (ainda sem contabilizar o óbito deste professor no Algarve, que se registou já depois do encerramento do documento). O total de casos confirmados é agora de 4.268, mais 724 que no último boletim, o que representa um aumento de 20,4% em relação ao último dia.

Em conferência de imprensa dada posteriormente à divulgação do boletim, o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou que a taxa de mortalidade se fixa nos 1,7%.

/ MM