O Luxemburgo confirmou na sexta-feira que vai enviar no domingo dois médicos e dois enfermeiros especializados em cuidados intensivos para Portugal para apoiar na luta contra a covid-19, que irão trabalhar no hospital de Évora.

Num comunicado enviado à Lusa, o governo luxemburguês refere que no âmbito da "oferta de assistência" aceite por Portugal está a ser criada uma primeira equipa composta por um médico e um enfermeiro especializados em cuidados intensivos que partirá do Luxemburgo no domingo, 14 de fevereiro.

Em curso estão também os preparativos para uma segunda equipa similar, que deverá chegar dia 20.

A estadia das equipas médicas provenientes do Luxemburgo deve durar duas semanas, precisa o comunicado.

Esta ajuda é uma ilustração das relações estreitas e amistosas entre o Luxemburgo e Portugal, cimentadas pela existência de uma grande comunidade portuguesa que vive e trabalha no Grão-Ducado, e um ato de solidariedade do Luxemburgo para com um país amigo", justifica ainda o comunicado.

A nível nacional, a implementação deste acordo está a ser organizada pelo Ministério de Estado, o Alto Comissariado para a Proteção Nacional, o Ministério da Saúde, o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Europeus e o Serviço de Salvamento Aéreo do Luxemburgo, com a assistência da embaixada do Luxemburgo em Lisboa.

Veja também:

/ CM