Dois ajuntamentos, com um total de 500 pessoas, foram esta sexta-feira de madrugada interrompidos na Figueira da Foz por elementos do Comando-local da Polícia Marítima.

Numa nota de imprensa divulgada, esta sexta-feira, a Polícia Marítima dá conta de que, “durante uma ação de patrulhamento, pelas 02:00, os elementos do Comando-local da Polícia Marítima da Figueira da Foz, em colaboração com a PSP, detetaram vários grupos, num total de cerca de 200 pessoas, que se encontravam a causar algum ruído e a consumir bebidas alcoólicas na Praça do Forte, tendo sido dadas indicações para que as mesmas abandonassem o local, indicações essas que foram acatadas pelas pessoas”.

Mais tarde, pelas 05:30, os elementos da Polícia Marítima detetaram um outro ajuntamento, com cerca de 300 pessoas, a consumir bebidas alcoólicas na praia da Claridade, tendo dado indicações para que as mesmas abandonassem o local, indicações que foram acatadas pelas pessoas”, refere a informação.

No decorrer das ações, foram elaborados 11 autos de notícia, no contexto do incumprimento das medidas de prevenção e combate à pandemia de covid-19.

Estiveram envolvidos seis elementos do Comando-local da Polícia Marítima da Figueira da Foz, no distrito de Coimbra, apoiados por três viaturas.

Já na madrugada de terça-feira a Polícia Marítima tinha também interrompido um ajuntamento de 200 pessoas, na Praça do Forte.

A nota referia que, “durante uma ação de patrulhamento conjunta com a PSP, pelas 05:00, foram detetados vários grupos de pessoas reunidas”.

Os cidadãos encontravam-se a consumir bebidas alcoólicas e receberam indicações para abandonar o local.

Desta ação, explicava então a nota de imprensa, “resultou o levantamento de três autos de notícia por consumo de bebidas alcoólicas na via pública e três autos de notícia por falta de uso de máscara”.