O Hospital São José, em Lisboa, subiu o nível de contingência face ao recente aumento do número de casos de covid-19.

O plano está montado há muito tempo. Não há lugar a improvisos. Existem níveis e fases que estão completamente definidos. Neste momento estamos a avançar para o nosso último nível, no qual ainda temos várias fases, ou seja, não estamos de maneira nenhuma no fim dos nossos recursos, mas também não estamos folgados",  disse aos jornalistas Pedro Soares Branco, Diretor Clínico do Centro Hospitalar Lisboa Central.

 

Diariamente adaptamos a nossa capacidade de resposta à pressão. (Subimos o nível de contingência) quando sentimos uma pressão exagerada em relação às vagas das quais dispomos", adiantou.

O médico destacou ainda, nesta fase, a necessidade de mais profissionais de saúde.

Quem trata os doentes não são as paredes nem as camas. Quem trata os doentes são as pessoas. E obviamente, os profissionais num limite extremo deixariam de estar disponíveis", afirmou.

Neste hospital serão ainda criadas mais vagas em enfermarias e nos cuidados intensivos para doentes infetados com o novo coronavírus. No limite pode-se chegar às 300 camas.

Lara Ferin