No final da reunião do Conselho de Ministros, António Costa anunciou que no próximo fim de semana vão vigorar em Portugal medidas restritivas à circulação entre concelhos. Será ainda imposto o recolhimento obrigatório em todos os concelhos com mais de 240 casos de covid-19 por 100 mil habitantes.

O Governo decidiu esta quinta-feira “estender as regras atualmente em vigor” no combate à pandemia no território continental, no âmbito do novo estado de emergência, determinando ainda uma “medida cautelar” no próximo fim de semana para os concelhos com maior risco.

Em conferência de imprensa, após a reunião do Conselho de Ministros, o primeiro-ministro, António Costa, explicou que essa medida inclui a proibição de circulação entre concelhos e o recolher obrigatório a partir das 13:00 e até às 05:00 do dia seguinte durante o próximo fim de semana, medidas que se aplicam nos concelhos com mais de 240 novos casos de covid-19 por 100 mil habitantes.

Só não se aplicam em 25 concelhos, em que o número de novos casos é inferior a 240”, revelou António Costa.

Conheça os concelhos que não vão estar abrangidos pela medida de recolhimento obrigatório às 13:00:

- Alcoutim

- Aljezur

- Almeida

- Arronches

- Barrancos

- Carrazeda de Ansiães

- Castanheira de Pêra

- Castelo de Vide

- Coruche

- Ferreira do Alentejo

- Freixo de Espada à Cinta

- Lagoa

- Manteigas

- Monchique

- Odemira

- Pampilhosa da Serra

- Proença-a-Nova

- Resende

- Santiago do Cacém

- Sardoal

- Sernancelhe

- Sines

- Torre de Moncorvo

- Vila de Rei

- Vila do Bispo

Na quinta-feira, o Presidente da República decretou a renovação do estado de emergência por mais oito dias, até 15 de janeiro, para permitir medidas de contenção da covid-19.

Apenas 10 dos 25 concelhos em risco moderado partilham fronteiras entre si

Dos 25 concelhos em situação moderada de covid-19, que escapam ao recolher obrigatório ao fim de semana determinado  pelo Governo, apenas 10 partilham fronteiras, com destaque para uma mancha de seis municípios do litoral alentejano ao barlavento algarvio.

Estes 25 concelhos, espalhados por 10 distritos, são considerados em situação moderada por terem menos de 240 infetados por 100 mil habitantes e, por isso, no próximo fim de semana não estão sujeitos à proibição de circulação na via pública a partir das 13:00.

Estão, contudo, sujeitos à proibição de circulação entre concelhos entre as 23:00 de sexta-feira e as 05:00 de segunda-feira, salvo por motivos excepcionais, como de saúde ou urgência imperiosa, tal como a totalidade dos 278 municípios do continente.

Faro é o distrito com maior número de concelhos com menos de 240 casos de covid-19 por 100 mil habitantes. São eles Alcoutim, Aljezur, Lagoa, Monchique e Vila do Bispo.

Vila do Bispo, Aljezur e Monchique, no Barlavento algarvio, representam uma continuidade territorial com fronteiras entre si e estes dois últimos partilham também fronteiras com o vizinho concelho de Odemira, já no litoral do distrito de Beja.

Odemira faz ainda fronteira a norte com outros dois concelhos moderados do litoral alentejano, que são o de Sines e o de Santiago do Cacém, já no distrito de Setúbal.

Os restantes 19 concelhos em situação moderada localizam-se sobretudo no interior Centro e Norte do país, e apenas em mais dois casos partilham fronteiras territoriais.

Em Beja, além de Odemira, há dois outros concelhos que escapam às restrições de confinamento são Ferreira do Alentejo e Barrancos, em extremidades distantes do distrito, e que estão isolados no meio de outros municípios em situação mais preocupante.

Ainda no Alentejo, mas no interior, no distrito de Portalegre estão em situação moderada Arronches e Castelo de Vide, ambos junto à raia, mas com os concelhos de Portalegre e de Marvão entre si.

No distrito de Santarém ficam de fora das listas mais preocupantes Coruche e Sardoal.

O Sardoal faz fronteira com o vizinho concelho de Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco, que também está em situação moderada. Em Castelo Branco está também nesta situação Proença-a-Nova.

Em Leiria, apenas fica de fora das medidas mais restritivas Castanheira de Pêra e em Coimbra o concelho de Pampilhosa da Serra.

Ainda no Centro, Almeida e Manteigas são os dois concelhos do distrito da Guarda na lista de situação moderada, sem continuidade territorial entre si, e em Viseu estão na mesma situação Resende e Sernancelhe.

No distrito de Bragança, além de Freixo de Espada à Cinta, estão ainda em situação moderada os concelhos de Carrazeda de Ansiães e Torre de Moncorvo, que partilham uma fronteira na margem direita do rio Douro.

Henrique Magalhães Claudino / Atualizada com Lusa