A Igreja Católica prepara-se para suspender as catequeses e outras reuniões presenciais, qualquer que seja a decisão do governo, devido ao agravamento da pandemia.

A TVI sabe que a conferência episcopal também está sensível à necessidade de suspender as missas comunitárias, como aconteceu em março. Uma decisão que pode estar sintonizada com as medidas a anunciar pelo governo.

Na semana passada, já foram suspensos os casamentos, batizados e crismas. O conselho permanente do episcopado católico deverá emitir em breve uma nova recomendação aos católicos.

O presidente da conferência episcopal considera que é preciso "restringir ao máximo" tudo o que possa levar a um contágio.  

Joaquim Franco