Um incêndio que deflagrou na tarde de terça-feira numa moradia, na cidade da Horta, nos Açores, destruiu por completo a habitação e provocou dez desalojados, nove adultos e uma criança.

Quando chegámos ao local, a moradia já estava tomada pelas chamas, mas ainda se encontravam no interior da casa quatro pessoas", explicou à Lusa Nuno Henriques, comandante dos Bombeiros Voluntários do Faial, adiantando que os soldados da paz tiveram de efetuar ações de busca e salvamento para evacuar o edifício.

Segundo Nuno Henriques, seis pessoas foram levadas para o Hospital da Horta, devido à inalação de fumos, num incêndio que considerou ter sido "complicado", devido à existência de muitas divisões na moradia e de muitos inquilinos.

Havia uma carga térmica muito grande na casa e várias garrafas de gás que dificultaram o nosso trabalho", lembrou o comandante dos Bombeiros Voluntários Faialenses, adiantando que a origem do incêndio está ainda a ser investigada pela PSP.

Bruna Costa, presidente da Junta de Freguesia das Angústias, disse à Lusa que os dez ocupantes da moradia sinistrada, foram realojados, provisoriamente, numa residencial da cidade, pela Câmara Municipal da Horta e pelo ISSA - Instituto da Segurança Social dos Açores.

Os Bombeiros Voluntários Faialenses, que empenharam cerca de 30 homens no combate às chamas, só terminaram o rescaldo do incêndio pelas 21:35 (hora local, mais uma hora em Lisboa).

. / JGR