O coordenador do Gabinete Regional de Intervenção em Lisboa e Vale do Tejo, Rui Portugal anunciou esta segunda-feira a existência de um surto de Covid-19 em São Domingos de Rana decorrente da infeção de 41 pessoas num lar.

Foi registado pelas autoridades de saúde um óbito no lar e seis infetados estão internados, afirmou Rui Portugal na conferência de imprensa sobre o estado da Covid-19 em Portugal.

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirmou que neste tipo de estabelecimentos de apoio residencial estão, em todo o país, 1528 utentes infetados, 145 internados e, dos mais de nove mil profissionais, 707 estão infectados.

De acordo com António Lacerda Sales de um universo de 11.285 utentes, o panorama atual do país em número de infetados em lares aponta para 1.528 casos.

“São menos 58 que no dia de ontem [domingo], 145 estão internados e 303 aguardam resultados”, disse o governante que falava na conferência de imprensa de balanço sobre a pandemia de covid-19 em Portugal.

António Lacerda Sales também somou 707 profissionais que trabalham neste setor infetados de um universo de 9.797.

Sobre este tema, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, admitiu que “os lares continuam a ser uma grande preocupação”, lembrando que “Portugal adotou a política internacional que é a proteção dos mais vulneráveis”.

“Estão neste momento a ser adaptadas e atualizadas orientações para que a eficácia do combate a surtos a lares ainda seja maior do que aquela que se verifica. É preciso cumprir regras. São os profissionais que introduzem o vírus nos lares, portanto mais uma vez o apelo aos profissionais para que cumpram as regras todas e minimizem a possibilidade de infeção”, referiu Graça Freitas.

A diretora-geral também pediu que “rapidamente se dê o alerta em relação aos primeiros casos”.

“A precocidade com que se alerta a autoridade de saúde é importante. Perante uma suspeita ou situação anómala, comuniquem imediatamente. Quanto mais rápida for a intervenção, mais rápida será a contenção de casos”, concluiu.

Portugal regista hoje mais quatro mortes causadas pela covid-19 do que no domingo e mais 266 infetados, cerca de 85% dos quais na Região de Lisboa e Vale do Tejo, divulgou hoje a Direção-Geral da Saúde.