Três homens foram detidos no sábado em Aljustrel, Beja, por crimes de tráfico de estupefacientes, informou esta quarta-feira a PSP, adiantando que os suspeitos fazem parte de uma rede de traficantes que começou a ser desmantelada em setembro.

Em comunicado, a Comando Metropolitano de Lisboa adianta que a detenção dos três homens, com idades entre os 25 e os 30 anos, foi realizada no âmbito de uma investigação com cerca de nove meses.

No âmbito da investigação, foram realizadas três buscas domiciliárias e duas não domiciliárias na zona de Aljustrel, no distrito de Beja, tendo os suspeitos sido detetados e detidos após efetuarem “uma transação do produto estupefaciente na mesma zona”.

Além das detenções, a PSP apreendeu 900,29 gramas de liamba, 106,12 doses individuais de haxixe, 322,4 doses individuais de cocaína, duas balanças de precisão, seis munições de calibre nove milímetros, quatro munições 22 e 10.630 euros em numerário.

A PSP precisa que o grupo, “devidamente hierarquizado e estruturado quanto à intervenção de cada um, era responsável pela introdução e venda de estupefacientes na Área Metropolitana de Lisboa, nomeadamente no concelho de Odivelas, e zona de Aljustrel”.

Os três homens fazem parte de uma rede de traficantes de droga que começou a ser desmantelada em setembro deste ano, altura em que foram detidos seis suspeitos e apreendidas 7812,23 gramas de liamba e 3.333,54 doses individuais de haxixe.

Estes suspeitos detidos em setembro dedicavam-se ao tráfico e eram responsáveis pela introdução da droga em Odivelas (Lisboa) e Almada (distrito de Setúbal).

A PSP adianta ainda que já em novembro tinham sido detidos mais seis suspeitos do mesmo crime e que integravam esta rede de traficantes, tendo sido apreendidas 28.222,53 gramas de liamba, 12.392,76 doses individuais de haxixe, cinco viaturas, 38.015 euros em numerário, cinco balanças de precisão e outros artigos de relevância probatória utilizados para a preparação e vendo da droga.

Os detidos foram presentes a interrogatório judicial no Tribunal da Comarca de Lisboa Norte – Loures, tendo sido aplicadas as medidas de coação de apresentações diárias a um dos arguidos e de apresentações semanais aos outros dois arguidos.

/ HCL