Para além das medidas anunciadas por António Costa, há mais três alterações às restrições pandémicas em vigor. O anúncio foi feito pelo próprio Conselho de Ministros através de comunicado. 

O teletrabalho vai deixar de se recomendado pelo Governo. Fica agora a cabo das empresas optar por um método laboral presencial, à distância ou híbrido.

As empresas com locais de trabalho com mais de 150 funcionários deixam também de estar obrigadas a realizar testagens regulares aos empregados.

Por último, chegam ao fim as limitações à venda e consumo de álcool, que incide, sobretudo, sobre a ingestão de bebidas alcoólicas na via pública.

As três medidas entram em vigor a 1 de outubro, tal como todas as outras, dia em que arranca a terceira fase do plano de desconfinamento.

Agência Lusa / NM