O número de processos concluídos entre abril e maio passado, em período de pandemia, foi de 181.977, mais 6.849 do que os processos entrados naqueles dois meses, divulgou esta quarta-feira o Conselho Superior da Magistratura.

Estes dados foram revelados no final de final de uma reunião de trabalho do Conselho Superior da Magistratura (CSM), no Porto, em que foi concluído que, mesmo com as contingências impostas pelo estado de emergência e com o regime de suspensão dos prazos determinado pelo Governo por causa da pandemia de Covid-19, foram concluídos entre abril e maio mais processos do que os entrados em igual período.

Estes dados permitem concluir que, apesar das restrições impostas pelo estado de emergência, circunstâncias totalmente alheias aos juízes, a atividade judicial nunca esteve suspensa", finaliza a nota daquele órgão de gestão e disciplina dos juízes.

A reunião de trabalho coincidiu com o final do ano do CSM e com o início das férias judiciais de verão, que se prolongam até ao princípio de setembro.

/ AG