Há mais um morto e 230 pessoas infetadas com covid-19 nas últimas 24 horas em Portugal.

De acordo com o boletim da DGS, das pessoas infetadas, 78 são da região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT), 54 do Norte, 38 do Alentejo, 35 do Algarve, 17 do Centro, cinco dos Açores e três da Madeira.

O único óbito a registar foi na região Norte.

Relativamente ao número de internamentos, há mais cinco pessoas hospitalizadas, num total de 420. Há ainda menos quatro pessoas internadas em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), totalizando 79.

Há mais 479 pessoas recuperadas da doença.
 

 

Incidência volta a descer e Portugal está na zona verde da matriz de risco

A taxa de incidência de infeções com SARS-CoV-2 nos últimos 14 dias voltou hoje descer hoje quer no continente quer a nível nacional, com Portugal na zona verde da matriz de risco.

A nível nacional, a taxa de incidência desceu de 127,3 casos para 111,6 por 100 mil habitantes, segundo o boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge divulgado hoje.

Em Portugal continental, este indicador desceu de 129,7 para 113,5 casos de infeção.

O Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus, registou uma subida desde sexta-feira, passando de 0,83 para 0,85 a nível nacional e de 0,82 para 0,84 em Portugal continental.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias - indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia - são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

O nível de risco na matriz de monitorização da pandemia de covid-19 fixa-se em 480 casos por 100 mil habitantes a 14 dias.

De acordo com o portal do Governo para a covid-19, “a monitorização da evolução da pandemia continuará a ser feita com base nos indicadores de incidência e Rt, adaptados de acordo com a evolução da vacinação (nível de alerta é de 240, nível de risco é de 480)”.

A covid-19 provocou pelo menos 4.744.890 mortes em todo o mundo, entre 231,74 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

 

Beatriz Madaleno de Assunção / Lusa