A CP disse hoje à agência Lusa que já foram transportados 15 mil passageiros em autocarros entre Pampilhosa e Coimbra B, face ao corte da Linha do Norte por causa de um descarrilamento de um comboio de mercadorias, no sábado.

"Já foram transbordados, entre Pampilhosa e Coimbra B, nos dois sentidos, 15 mil passageiros", afirmou a porta-voz da CP, Ana Portela, sublinhando que, durante a tarde e noite de domingo, chegaram a ser utilizados 25 autocarros.

Neste momento, estão 12 autocarros a assegurar o transbordo, por ter já passado a hora de ponta, embora nas alturas "mais críticas" possa ser feito um reforço, informou.

A Linha do Norte está cortada à circulação, no troço entre Pampilhosa e Coimbra B, desde as 18:10 de sábado, devido ao descarrilamento de um comboio de mercadorias, junto à Adémia, Coimbra, que não causou feridos.

Ana Portela disse à Lusa que o facto de a Linha do Norte estar "cortada ao meio" leva a um "fenómeno em cadeia".

"É difícil falar em tempo médio de atrasos. Num grande volume de situações, nomeadamente as de ontem, foi possível conter os atrasos entre os 60 e os 90 minutos", mas algumas pessoas, notou a porta-voz da CP, tiveram atrasos "superiores", que podem ter ido até às duas horas e meia ou três horas.

António Ferreira, que vinha de Gaia, chegou 20 minutos atrasado em Coimbra e, se o transbordo em Pampilhosa foi rápido, o passageiro queixava-se da demora na ligação à estação de Coimbra A.

"Está a causar-me um grande transtorno. Vai-me cortar o tempo que tenho para tratar de assuntos" na cidade, contou à Lusa, sublinhando que vai também ter de sair mais cedo do que o previsto de Coimbra para voltar a Gaia, face aos possíveis atrasos.

Maria Dolores e os seus pais iam apanhar um comboio regional para Mangualde às 12:20, mas "foi suprimido" e a única opção que tem é um intercidades, que é cerca de cinco euros mais caro.

"Vai ficar muito mais cara" a viagem, queixou-se, considerando que a opção não é a melhor para "as pessoas com menos posses".

A circulação na linha ferroviária do Norte vai continuar cortada no troço Pampilhosa-Coimbra B até ao final do dia de hoje, segundo a Infraestruturas de Portugal.