Um menino de nove anos foi espancado até à morte, por não fazer os trabalhos de casa. É pelo menos essa a convicção da polícia de Mulhouse, na região este de França, junto à fronteira com a Alemanha, que deteve, na quarta-feira, dois irmãos mais velhos, uma cunhada e a mãe da criança.

O crime aconteceu na noite de 16 para 17 de setembro. Seal-Evan, de nove anos, não queria fazer os trabalhos de casa e foi espancado com objetos contundentes. A autópsia revelou que a criança não resistiu aos ferimentos provocados especialmente na parte inferior das costas.

O menino morreu sufocado pelo próprio conteúdo gástrico, depois da violência a que foi sujeito o ter levado à inconsciência”, explicou Edwige Roux-Morizot, a procuradora de Mulhouse, citada pela France Bleu Alsace.

Dois meses depois do crime, a polícia deteve uma irmã do menino (19 anos) e um irmão (18 anos), por suspeitas de homicídio involuntário. De acordo com a rádio France Bleu Alsace, a mãe da criança é suspeita de cumplicidade no crime e a cunhada, que está grávida, é suspeita de omissão de auxílio.

É uma situação familiar complexa”, resumem as autoridades.

A mãe da criança estaria fora, na altura em que se deu o crime. Estava numa viagem à zona de Paris.

Esta quinta-feira, os quatro detidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial e vão, para já, aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva.