O novo Regime Jurídico do Processo de Adoção elimina a modalidade de adoção restrita, mantendo a adoção plena e o apadrinhamento civil e procede "à consagração legal do momento indicado para ouvir a opinião da criança sobre o seu futuro".












Redação / PP