Um carro foi esta quarta-feira colhido por um comboio em Barcelos, tendo o acidente provocado três mortos, incluindo uma criança, confirmou a TVI junto de fonte do Comando Distrtrital de Operações e Socorro CDOS) de Braga.

As vítimas mortais seguiam no automóvel. Fonte da GNR disse à Lusa que se tratam de avós e neta. A menina teria cerca de 10 anos, os avós teriam cerca de 70 anos.

O acidente ocorreu pelas 9:48 numa passagem de nível automatizada em Carapeços, entre Nine e Viana do Castelo. 

Fonte da GNR disse que o automóvel terá "desrespeitado a sinalização". Uma informação também avançada pelos Bombeiros de Barcelos.

O que se fala é que o senhor terá contornado as barreiras para passar na passagem de nivel", afirmou José Simões, dos Bombeiros de Barcelos.  

 "À nossa chegada as vítimas já se encontravam cadáveres", acrescentou José Simões

De acordo com a página de Internet da Proteção Civil, às 11:00, no local encontravam-se 26 homens apoiados por 10 viaturas.

Fonte do INEM disse terem sido acionados para o local três ambulâncias de Barcelos, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Barcelos, bem como uma Unidade Móvel de Intervenção Psicológica de Emergência (UMIPE).

O acidente envolveu um comboio internacional que fazia a ligação entre Vigo, em Espanha, e o Porto.

A linha do Minho chegou a estar cortada.

 

Sinalização da passagem de nível estava "em pleno funcionamento"

A Infraestruturas de Portugal (IP) já veio assegurar que o sistema de sinalização da passagem de nível em Carapeços estava “em pleno funcionamento”.

Em declarações à Lusa, fonte oficial da IP disse que se trata de uma passagem de nível automatizada, com sinais luminosos e “meias barreiras”.

Todo o sistema de sinalização estava em pleno funcionamento”, sublinhou a fonte, admitindo que o condutor do automóvel em que seguiam as três vítimas possa ter “contornado” as barreiras.