O tribunal criminal de Angra do Heroísmo condenou um homem a sete anos de prisão por abuso sexual de uma criança, de forma “sucessiva” e “agravada”, anunciou a Procuradoria da República da Comarca dos Açores.

O Juízo Central Cível e Criminal de Angra do Heroísmo condenou um arguido na pena de sete anos de prisão, pela prática de um crime de abuso sexual de crianças, em trato sucessivo e na forma agravada", lê-se no sítio da Internet da Procuradoria.

A decisão dada a conhecer na página da internet da Procuradoria da República da Comarca dos Açores, refere que o Tribunal aplicou a pena indicada, "atendendo à gravidade dos factos cometidos, ao número de vezes que o arguido abusou sexualmente da criança, à idade e limitações desta".

Na aplicação da pena, o Tribunal atendeu ainda ao facto de o homem se ter "aproveitado da coabitação e da proximidade física" com a criança, justifica ainda.

A investigação deste caso foi dirigida pelo Ministério Público de Angra do Heroísmo do DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) dos Açores, coadjuvado pela Polícia Judiciária (Departamento de Investigação Criminal dos Açores).

/ CE