A vacinação dos jovens entre os 16 e os 18 anos vai arrancar no fim de semana de 14 de agosto, anunciou hoje o vice-almirante Gouveia e Melo.

Quanto às crianças entre os 12 e os 15 anos, a task-force da vacinação está pronta a começar a vaciná-las nos dois fins de semana de agosto seguintes, mas ainda falta a autorização da DGS.

O vice-almirante - que destacou que esta faixa etária abrange 1,5 milhões de pessoas e que, portanto, seria importante poder vacinar estas crianças, até a pensar na reabertura do ano letivo - acrescentou ainda que pediu à DGS para "encurtar" o intervalo da primeira para a segunda dose.

Gouveia e Melo anunciou também que o "esforço" do Infarmed e do Ministério da Saúde vai possibilitar a aquisição de cerca de um milhão de vacinas junto de outros parceiros europeus, o que vai permitir continuar a seguir o plano de vacinação em agosto.

“Houve uma maior disponibilidade de vacinas em julho e haveria uma menor disponibilidade em agosto, não fossem as negociações conduzidas com sucesso para aquisição de vacinas da Janssen e Pfizer junto de parceiros europeus.”

A previsão da task-force é atingir as 70% de primeiras doses a 8 de agosto e 70% de vacinação completa "no fim de agosto ou início de setembro".

Segundo as contas divulgadas pelo vice-almirante, Portugal recebeu até agora menos 5,4 milhões de doses do que estava inicialmente previsto, além de que cerca de 470 mil doses da Astrazeneca adquiridas não poderão ser utilizadadas, uma vez que nem toda a gente as pode tomar e que, pelas regras, já está quase totalmente vacinada a população que poderia.

Até ao momento, foram administradas cerca de 11,2 milhões de doses. "Esta semana estamos a aplicar cerca de 600 mil, o que nos deixa com um stock muito reduzido de 200 mil vacinas", explicou Gouveia e Melo.

“Estamos a ir buscar tudo o que temos para vacinar, reduzindo a segurança das segundas doses, mas isto ainda não comprometeu e esperamos que não venha a comprometer as segundas doses.”

Em relação às faixas etárias, e estando a população acima dos 50 anos quase toda vacinada, o coordenador da task-force adiantou que a faixa etária dos 40 anos tem apenas 10% de vacinação por completar.

A faixa etária dos 30 aos 39 anos está "muito avançada" na vacinação, assim como está a avançar-se "fortemente" na faixa etária dos 20 anos.

Catarina Pereira