Um homem de 53 anos foi detido na terça-feira, em Almada, por suspeitas de ter praticado “dezenas de furtos em interior de residências” em vários concelhos do distrito de Setúbal, informou esta quarta-feira a GNR.

Em comunicado, a força de segurança adiantou que o homem “atuava de forma isolada, com grande mobilidade”, e que, através do arrombamento, “se introduzia nas residências alvo de furto, inclusivamente com os seus proprietários no interior”.

O crime foi praticado nos concelhos de Almada, Alcácer do Sal, Moita, Palmela, Sesimbra, Seixal e Setúbal, todos localizados no mesmo distrito, “a fim de subtrair dinheiro e objetos de valor”.

A detenção ocorreu na terça-feira no Feijó, em Almada, depois de “uma investigação que durou oito meses”, efetuada pelo Núcleo de Investigação Criminal do Montijo.

De acordo com a GNR, a investigação terminou “com a realização de duas buscas” a uma residência e a um veículo, das quais resultou a apreensão de uma viatura, quatro pistolas de alarme, três máquinas fotográficas, dois computadores portáteis e vários outros objetos “destinados à realização dos furtos”, como algemas e luvas.

Estima-se que o valor do material recuperado possa ascender aos três mil euros”, revelou.

Segundo a força policial, a companheira do detido, uma mulher de 47 anos, também foi constituída arguida “por coautoria na prática dos referidos ilícitos”.

Já o homem, que tinha “antecedentes criminais pela prática do mesmo crime”, encontra-se detido nas instalações da GNR e será hoje presente ao Tribunal Judicial do Barreiro.

/ publicado por Rafaela Laja