O Tribunal de Chaves decretou a prisão preventiva para quatro suspeitos do crime de tráfico de droga que atuavam naquela cidade e foram detidos pela PSP, anunciou esta segunda-feira a força policial.

No decorrer da semana passada, polícias da Esquadra de Investigação Criminal da Divisão Policial de Chaves detiveram um total de cinco suspeitos em operações diferentes que tiveram como objetivo “diminuir o tráfico de estupefacientes” naquela cidade do distrito de Vila Real.

Segundo informações divulgadas hoje pela PSP, quatro dos arguidos vão ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva, enquanto a um outro suspeito foi aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência (TIR).

De acordo com a PSP, na terça-feira foi detido um homem de 42 anos, em flagrante delito, quando alegadamente procedia à venda de droga e foram aprendidas 57 doses individuais de cocaína, 291 de haxixe e ainda uma balança de precisão.

Depois, na quinta-feira, a PSP deteve um homem de 32 anos e uma mulher de 38 anos suspeitos de “posse, cultivo e tráfico de estupefacientes”, e desmantelou uma estufa para cultivo de liamba instalada num apartamento no centro da cidade.

A polícia explicou, em comunicado, que a investigação teve origem no final do mês de agosto e apurou que, “um apartamento na zona central da cidade, estaria a ser utilizado como estufa para o cultivo de estupefacientes em larga escala”.

Nesta operação, foram também apreendidas 5.900 doses individuais de liamba e 20 doses individuais de haxixe, bem como 5.000 euros e material diverso utilizado na estufa para manter a produção da plantação, como extratores e lâmpadas.

Outro homem de 34 anos foi detido na sexta-feira, em flagrante delito, na zona histórica de Chaves, quando, segundo a PSP, “procedia à venda de liamba”.

A este arguido foram apreendidas 100 doses individuais de liamba, uma balança de precisão e dinheiro, em quantia não especificada.

Segundo a PSP, todos estes arguidos ficam a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Na sexta-feira, um outro suspeito de 45 anos foi detido, em Vilar de Nantes, onde foram aprendidas quatro plantas de liamba, “suficientes para cerca de 1.000 doses individuais”, ainda dois moinhos, várias embalagens com mortalhas e filtros, sacos em plástico para separação do produto e fertilizante e um depósito de água para as plantas.

A este suspeito foi aplicado o termo de identidade e residência.

A PSP de Chaves disse que prossegue com a investigação e explicou que, com estas ações, pretende combater a “criminalidade organizada na cidade”.