Um homem de 43 anos ficou com pulseira eletrónica por ordem do tribunal após ter sido detido pela GNR de Braga por “violência doméstica” sobre a mulher e a filha menor, revelou hoje aquela força policial.

“O homem foi detido no âmbito do cumprimento de um mandado de detenção por violência doméstica, em que o suspeito agredia fisicamente a sua esposa e filha menor”, descreve a GNR de Braga em comunicado.

O detido foi depois presente a um primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Braga, onde lhe foram aplicadas várias medidas de coação, nomeadamente a “aplicação de vigilância eletrónica” e a obrigação de apresentações semanais no posto policial da área de residência.

De acordo com a GNR, o homem ficou ainda proibido “de entrar e permanecer na residência da vítima, assim como, a proibição de contactar com as mesmas por qualquer meio”.

A GNR de Braga esclarece que o suspeito foi detido através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vitimas Especificas, na sexta-feira, naquele concelho.

/ ALM com Lusa