A PJ desmantelou uma rede criminosa que burlava idosos e que também se dedicava à segurança privada ilegal.

Entre os quatro detidos está uma mulher que estudava para ser juíza e o marido, militar da GNR de Guimarães.

Os suspeitos têm entre 28 e 74 anos. A mulher mais nova será a esposa do militar da GNR e candidata à magistratura. O homem mais velho é o pai do militar da GNR.

Após serem ouvidos pelo juíz, a mulher e o pai do militar ficaram em liberdade. Já o militar da GNR irá conhecer as medidas de coação apenas esta sexta-feira, uma vez que houve um problema informático que levou ao adiamento da decisão do juíz no Tribunal de Guimarães.

A repórter Carolina Resende Matos conta no vídeo o esquema usado pelos suspeitos agora detidos.

Carolina Resende Matos / atualizada às 20:36