O Ministério Publico (MP) acusou um homem suspeito de ter morto a companheira, em maio, em Vila Real de Santo António, no distrito de Faro, foi hoje anunciado.

De acordo com a informação avançada pela Procuradoria de Faro, na sua página na Internet, o homem, de 45 anos, que se encontra em prisão preventiva, está acusado dos crimes de homicídio qualificado e furto.

Segundo a acusação, os factos remontam a maio deste ano, quando o homem, namorado da vítima, “na sequência de uma discussão, desferiu-lhe diversos murros que a atingiram na cara e na zona lombar, após o que lhe apertou o pescoço até a sufocar”.

O MP revelou ainda que o arguido, com a vítima já inanimada, provocou-lhe lesões em órgãos vitais com “dezasseis pancadas com um objeto semelhante a um picador de gelo”.

Já com a sua namorada sem vida, o arguido terá percorrido a sua casa e retirado e levado consigo objetos de valor que pertenciam à vítima”, pode ler-se na nota da Procuradoria.

O inquérito é tutelado pelo Ministério Público de Vila Real de Santo António do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, com a coadjuvação da Polícia Judiciária de Faro.