O Tribunal de Guimarães aplicou prisão preventiva a um homem de 40 anos suspeito de três roubos a idosos, registados nos distritos de Braga e Viana do Castelo, anunciou esta quinta-feira a GNR.

Em comunicado, a GNR refere que a investigação decorria há mais de um ano, tendo os militares apurado que o suspeito escolhia as vítimas em razão da sua especial vulnerabilidade.

O suspeito atuava sempre sozinho e abordava as vítimas fazendo-se passar por familiar ou conhecido da família. Desse modo, ganhava a confiança dos idosos, facilitando a sua introdução na habitação dos mesmos e, com recurso à violência física, apoderava-se de objetos em ouro. Noutras situações, arrancava os fios e brincos às vítimas em plena via pública".

Segundo a GNR, os roubos eram marcados pela violência exercida, tendo ocorrido nos distritos de Braga e Viana do Castelo.

Contudo, a investigação, que se iniciou em agosto de 2018 permitiu perceber o envolvimento do detido em casos investigados noutros distritos, nomeadamente na Guarda e em Coimbra.

Na sequência das diligências, a GNR cumpriu um mandado de detenção e de busca domiciliária, que resultou na recuperação de vários objetos em ouro, documentos e um telemóvel e na detenção do suspeito.