Um homem de nacionalidade espanhola, com cerca de 50 anos, morreu hoje vítima de mutilação em Gondufe, em Ponte de Lima, estando a investigação do caso entregue à Polícia Judiciária, disse à Lusa fonte da GNR.

Segundo fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, o homem foi encontrado numa casa alugada naquela freguesia de Ponte de Lima, onde estava também uma mulher espanhola, com cerca de 40 anos, ferida.

"O homem foi mutilado nos genitais. É a vítima mortal. A mulher foi encontrada amarrada, com cabos elétricos, com as mãos atrás das costas. Vai ser conduzida ao hospital para receber assistência médica. À chegada dos meios de socorro, a mulher indicou como suspeito o ex-marido, também de nacionalidade espanhola, residente em Vigo. O caso está a ser investigado pela PJ", referiu.

A fonte da GNR disse "serem ainda desconhecidas as causas que estarão na origem deste caso, quanto tempo teriam estado as vítimas nas condições em que foram encontradas"

Ao que a TVI apurou, o casal estava a passar férias em Portugal.

Segundo a imprensa espanhola, o alegado autor do crime foi entretanto encontrado morto. Terá saltado da ponte de Rande, sobre a Ria de Vigo, e o corpo foi  já recuperado pelas autoridades, estando a aguardar identificação oficial. 

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o alerta foi dado cerca das 08:42, tendo o caso ocorrido na rua das Aluzelas.

Ao local compareceram 10 operacionais e cinco viaturas dos bombeiros de Ponte de Lima, INEM e GNR.

O crime foi detetado por militares da GNR, alertados para o despiste de um carro nas imediações da residência.

Segundo a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, "entre as 07:00 e as 08:00", os militares do posto local foram acionados para um despiste de uma viatura na mesma rua onde, posteriormente, seria encontrado morto o homem de nacionalidade espanhola. 

Quando chegaram ao local, os militares depararam-se com uma viatura de matrícula espanhola, caída numa ribanceira. Os testemunhos que os militares recolheram junto de moradores naquela rua indicavam a possibilidade de a viatura pertencer a um casal de espanhóis que passava férias numa casa alugada nas imediações", especificou.

A mesma fonte adiantou que os militares se dirigiram à habitação em causa, "tendo detetado vidros partidos".

Os militares pediram reforços para fazer a abordagem à casa por desconhecer o que poderiam encontrar no seu interior. A abordagem foi feita cerca das 08:00, tendo sido acionados os meios do INEM para socorrer a mulher encontrada amarrada", acrescentou.

/ LF/BC - atualizada às 15:45