Um homem matou a mulher, de 35 anos, esta sexta-feira, com recurso a arma branca dentro do próprio apartamento no Centro Comercial Maringá, em Leiria. Os últimos andares deste estabelecimento são compostos por pequenos apartamentos.

O suspeito, de 35 anos e de nacionalidade brasileira, terá ligado às autoridades a confessado que tinha assassinado a esposa, também ela natural do Brasil. 

O homem estaria em Portugal há mais de nove meses e, ao que a TVI conseguiu apurar no local, o suspeito terá desabafado com os colegas de trabalho que algo não estava a correr bem dentro da família.

A PSP de Leiria quando chegou ao local, encontrou a vítima degolada, mas, alegadamente, ainda com sinais de vida. Foi acionada uma equipa do INEM, que a tentou reanimar, mas o óbito acabou por ser declarado no local. 

A porta do apartamento estava fechada e foi aberta pelos filhos do casal de 2 anos e 4 anos.

O homem, depois de ter confessado o crime às autoridades, colocou-se em fuga, tendo sido mais tarde detido no Itinerário Complementar 2 (IC2), em Pombal, após se ter despistado. Não apresentava ferimentos nem ofereceu resistência no momento da detenção.

A TVI sabe que o crime ocorreu num contexto de violência doméstica.

O alerta foi dado pelas 21:00 e foram mobilizados para o local os bombeiros municipais, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e a unidade de psicólogos do INEM, num total de nove elementos e quatro viaturas, segundo do Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria.

A Polícia Judiciária também se dirigiu ao local do crime.

Daniela Rodrigues / Notícia atualizada às 23:56