A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu mais de duas mil doses individuais de cocaína numa operação de combate ao tráfico de estupefacientes na região de Coimbra, que culminou com a detenção de sete pessoas.

Os suspeitos foram detidos na manhã desta terça-feira pela Diretoria do Centro na cidade de Coimbra e nos arredores da vila de Montemor-o-Velho - seis em cumprimento de mandados emitidos pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra e um em flagrante delito, refere um comunicado da PJ.

No decurso da investigação foram apreendidos, entre outros artigos, 2.246 doses individuais de cocaína, 164 doses individuais de heroína, 198 doses individuais de 'cannabis', cerca de 12.800 euros em dinheiro, oito veículos automóveis, três balanças de precisão, uma reprodução de arma de fogo, mais de 50 munições, seis computadores portáteis e diverso equipamento de som e imagem.

Na cidade de Coimbra, a operação centrou-se no Bairro do Ingote desde as 06:00 e contou com a colaboração operacional de várias valências do Comando da PSP e Unidade Especial de Polícia, no âmbito de uma investigação que visa combater o tráfico de crack (cocaína solidificada em cristais), heroína e canábis na zona centro do país.

Segundo a PJ, a operação representou o culminar de uma investigação iniciada há cerca de um ano, no decurso da qual foram já detidas outras sete pessoas, "com missões diferenciadas nesta estrutura criminosa, encontrando-se presentemente cinco sujeitas à medida de coação de prisão preventiva".

Os sete detidos, cinco homens e duas mulheres, com idades entre os 21 e os 54 anos, todos desempregados, estão indiciados pela presumível autoria do crime de tráfico de estupefacientes e vão agora ser presentes às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório e aplicação das respetivas medidas de coação.