O Ministério Público confirmou esta quarta-feira a abertura de um inquérito ao caso do jovem que assume uma alegada violação num vídeo publicado na rede social Instagram.

Ao que a TVI conseguiu apurar, o inquérito vai ser dirigido pelo MP do Departamento de Investigação e Ação Penal de Viseu.

Esta quarta-feira, a Polícia Judiciária avançou estar a investigar o jovem que assumiu, durante um direto nas redes sociais, ter violado uma rapariga. A PSP apreendeu, entretanto, o telemóvel do alegado suspeito e o caso passou para a alçada da PJ de Coimbra, que tem competência para investigar crimes de natureza sexual.

A TVI sabe que o alegado agressor está institucionalizado e que a referida instituição está a tentar dar o suspeito como inimputável por outros casos em que já esteve envolvido. 

As imagens da alegada confissão começaram a circular nas redes sociais na terça-feira, naquela que era uma gravação de parte de um direto no Instagram, promovido pelo humorista Fábio Alves.

No vídeo, o alegado suspeito assumiu que violou uma rapariga, que identifica, dizendo o seu nome, acrescentando que, "depois, o INEM foi buscá-la".

António Assis Teixeira Daniela Rodrigues / Atualizado às 21:26