O Ministério Público acusou uma mulher de homicídio qualificado em contexto de violência doméstica sobre o companheiro, em Estarreja, depois de durante uma discussão o ter esfaqueado com um golpe no peito, provocando a sua morte.

A arguida, que se encontra em prisão preventiva, está acusada pelo Ministério Público (MP) no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Comarca de Aveiro de um crime de homicídio qualificado e de um crime de violência doméstica, revela hoje a página da internet da Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

Na sequência da discussão, a arguida “agarrou-lhe no telemóvel e jogou-o ao solo, dirigiu-se à cozinha e regressou munida de uma faca com que lhe desferiu um golpe no peito do lado esquerdo, matando-o”, pode ler-se naquele sitio da PGD.

O Ministério indiciou ainda que a relação, iniciada em 1997, era pautada por desentendimentos motivados por alegadas relações extraconjugais do companheiro e que, a partir de 2018, a arguida discutia “com frequência quase diária" com o companheiro, "insultando-o, anunciando-lhe que o matava e verbalizando esta intenção a terceiros”.

/ DA