A Polícia Judiciária desmantelou esta quinta-feira um esquema de fraude para a obtenção de reembolsos de IVA.

A investigação constituiu 13 arguidos: 8 pessoas singulares e 5 coletivas. 

O esquema consistia na simulação de compras e vendas entre empresas ligadas à extração e comércio de mármores, com a emissão de faturas para reembolso do IVA. A entidade emissora da fatura desaparecia sem entregar ao estado o valor pago pela suposta cliente, que não perdia o direito ao reembolso do imposto. 

Segundo a Polícia Judiciária, os falsos negócios, superiores a 10 milhões de euros, deram aos suspeitos quase 2 milhões de euros em IVA.

Com o dinheiro do reembolso, os suspeitos terão adquirido património imobiliário, também ele registado em nome de terceiros.

A Polícia Judiciária e as Finanças realizaram 40 buscas domiciliárias e não domiciliárias.

O inquérito decorre no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa.

/ HMC