A Polícia Judiciária (PJ) deteve o homem de Penafiel indiciado por matar a mulher à facada na madrugada de terça-feira, anunciou esta terça-feira a Diretoria do Norte daquela corporação, que atribuiu o homicídio a “motivos fúteis”.

De acordo com os elementos recolhidos nas diligências de investigação, o arguido terá agredido a vítima com uma arma branca no decurso de uma discussão por motivos fúteis”, refere, em comunicado, a Diretoria do Norte da PJ.

A GNR, a primeira força policial a chegar ao local do crime, disse na segunda-feira que não estava clara a motivação do alegado homicida, de 72 anos, contra quem não havia qualquer queixa por violência doméstica.

O caso ocorreu cerca das 05:30, na freguesia de Duas Igrejas, concelho de Penafiel, no distrito do Porto.

Os meios de socorro encontraram a vítima, de 74 anos, em paragem cardiorrespiratória, não resultando as manobras para reverter a situação, pelo que o óbito foi confirmado no local.

O detido, um trabalhador da construção civil sem antecedentes criminais, vai ser presente à autoridade judiciária para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

/ RL